quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Maranhão Basquete se prepara para estrear na Liga de Basquete

Clube deve ter duas cubanas, entre elas Gelis.

Veja aqui!

Izabella Sangalli busca crescimento na saída de Americana para Jaraguá

Izabella_Sangalli A ala Izabella Sangalli é um dos reforços do ‘caçula’ Basquete Jaraguá, de Jaraguá do Sul (SC), para a disputa da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15. A jovem atleta, de 19 anos (31 de março de 1995), que vinha atuando na Unimed/Americana, onde fez toda a base, parte agora para um novo momento em sua carreira.

Em busca de novos desafios, a jogadora se mostra bastante animada com a transferência para o time catarinense. “Essa mudança para o Basquete Jaraguá se deu porque estou buscando mais tempo de quadra e uma nova experiência, além de morar fora e ver como é o basquete em outro centro. A minha expectativa é dar o meu melhor para ajudar a equipe na busca dos seus objetivos”, comenta Sangalli, que é uma ala que tem bom aproveitamento nos arremessos e tem eficiência nas assistências.

Com relação ao elenco, a atleta sabe que será um grupo relativamente jovem, mas com muita disposição e vontade. “Teremos um time novo, por isso, acredito que iremos aplicar uma defesa forte, com as jogadoras mostrando muita disposição para correr e puxar contra-ataque. Vamos nos dedicar ao máximo nos treinamentos para fazer bons jogos e chegar aos playoffs; e depois, quem sabe, ir mais adiante”, acrescenta Izabella.

Os dois primeiros compromissos do Basquete Jaraguá na Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15, no entanto, ocorrem fora de casa. O primeiro será realizado no dia 13 de dezembro (sábado), às 14h00 (de Brasília), em São Luís (MA), contra o Maranhão Basquete, com transmissão ao vivo pelo SporTV. Já o segundo será no Distrito Federal, contra o Brasília/Vizi, no dia 15 de dezembro (segunda-feira), às 20h00 (de Brasília).

A tão aguardada estreia em casa acontece no dia 07 de janeiro (quarta-feira), às 20h00 (de Brasília), contra o Sport Recife. “O meu sonho é jogar com uma torcida grande nas arquibancadas, como é a tendência que ocorra aqui na cidade de Jaraguá do Sul. Em Americana já tinha um pouco isso, pois os torcedores lá eram bastante participativos”, finaliza Sangalli.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

LBF5 é apresentada oficialmente em São Paulo

Ariani_Leila_Nicoletti_TassiaDamiris_Clarissa_Francielle_Taina_SilviaGustavLBF_Coletiva

O ‘5º Campeonato da Liga de Basquete de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15’ foi apresentado oficialmente na tarde desta terça-feira (25 de novembro), no auditório da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp), na cidade de São Paulo (SP), contando com a presença de dirigentes, técnicos, atletas, patrocinadores, jornalistas e demais convidados. A mesa foi composta por Márcio Cattaruzzi (presidente da LBF), a ex-jogadora Helen Luz (vice-presidente da LBF), Carlos Nunes (presidente da Confederação Brasileira de Basketball), Cristiane Ferreira (diretora de marketing da Bombril) e Gustavo Túlio (representante da Èrrea).

A competição será disputada entre os dias 29 de novembro de 2014 e 27 de abril de 2015, reunindo dez equipes, que estarão brigando pelo título. O sistema de disputa é o seguinte: na fase inicial, os times jogam entre si, em turno e returno, e os oito melhores classificados avançam aoplayoff – quartas-de-final. Posteriormente, ocorrem as etapas do playoff – semifinal e final, sempre em melhor-de-três partidas.

“O campeonato conta com equipes que se reforçaram, nos dando a expectativa que será uma grande competição, com jogos acirrados e muito interessantes de serem conferidos ao vivo, seja pela televisão ou nos ginásios”, comenta o presidente da LBF, Marcio Cattaruzzi.

Para Helen Luz, a competição tem tudo para ser bastante atrativa. “Teremos número recorde de participantes, com todas as atletas que estiveram na seleção em quadra. Além disso, as equipes trouxeram estrangeiras de qualidade, além de abrir espaço para as revelações, o que é muito importante para o crescimento do nosso basquete”, comenta a ex-jogadora que esteve em quadra na primeira edição da LBF.

Já a Cristiane Ferreira falou do objetivo da Bombril, que é sempre valorizar a mulher. “A Bombril segue mais uma temporada com a Liga de Basquete Feminino (LBF), pois gostou do que aconteceu no primeiro ano da parceria. Além disso, essa parceria segue dentro da meta da empresa, que é a valorização da mulher, neste caso a esportista, que é uma mulher guerreira e decidida, assim como a dona de casa”, relata a gerente de marketing.

Para a italiana Érrea, esta parceria visa apresentar a marca ao mercado nacional. “A Èrrea é uma marca de artigos esportivos de origem italiana com atuação em diversos países, que agora está chegando ao Brasil. E, esta parceria com a LBF será bastante salutar, pois ajudará na apresentação da marca aos esportistas brasileiros”, comenta Gustavo Túlio.

Os participantes da LBF – 2014/15 são estes: ADCF Unimed (Americana), Sport Recife (Recife), São José/Colinas Shopping (São José dos Campos), Maranhão Basquete (São Luís), Basketball Santo André/APABA (Santo André) e Brasília/Vizi (Brasília), remanescentes da última temporada; Uninassau/América (Recife), APAB/Barretos (Barretos), Basquete Jaraguá (Jaraguá do Sul) e Top Therm/Grupo Leonardi/Sicredi/Unimed/Presidente Venceslau (Presidente Venceslau), que estarão estreando. Essas equipes representam quatro estados – São Paulo, Pernambuco, Maranhão e Santa Catarina – e o Distrito Federal.

“Tudo leva a crer que este será um campeonato bem disputado, já que as equipes investiram e procuraram montar elencos fortes. Nosso time vem trabalhando, se preparando para iniciar bem a competição e ir crescendo gradativamente”, comenta o técnico Roberto Dornelas, do Uninassau/América, que é uma das equipes estreantes.

Já Antônio Carlos Vendramini, do representante de Americana, atual campeão da LBF, também espera uma disputa árdua dentro de quadra. “O campeonato vai ser muito bem disputado e temos que nos preparar da melhor maneira, já que as dificuldades serão grandes. Vamos estrear jogando em casa, contra um dos times que estreiam, por isso, esperamos o apoio dos nossos torcedores”, analisa.

O jogo de abertura será realizado no dia 29 de novembro (sábado), às 10h00 (de Brasília), reunindo ADCF Unimed, que é a atual campeã, e o ‘caçula’ APAB/Barretos, no ginásio Centro Cívico, na cidade de Americana (SP), com transmissão ao vivo pelo SporTV.

Também estiveram presentes ao evento, as ex-jogadoras Marta Sobral e Adriana Santos; Filipe Souza e Douglas Viegas (Associação dos Atletas Profissionais de Basquetebol do Brasil) e Luiz Ademar (presidente da Aceesp), entre outros.

SOCIAL

O gerente executivo da LBF, Celso Diniz, discorreu sobre os eventos que irão caminhar em paralelo a disputa do campeonato 2014/15. “A Liga de Basquete Feminino manterá a preocupação com questões sociais, por isso, junto do seu campeonato sempre terão ações do gênero caminhando em paralelo”, comenta Diniz.

No dia 08 de março (domingo), Dia Internacional da Mulher, será realizado o ‘Desafio das Estrelas’. O local ainda não foi definido e departamento técnico da LBF está em tratativas finais com algumas cidades que demonstraram o interesse em sediar este evento, que foi bastante elogiado na temporada passada, sendo realizado em São José dos Campos (SP), com o tema central abordando a prevenção do Câncer Mama. Já nesta temporada, o mote será ‘Banco de Sangue – seja titular deste time’.

“A Ação sobre a Prevenção ao Câncer de Mama passa a ser uma ação regular da Liga de Basquete Feminino. Em determinada semana todas as partidas terão como tema e as equipes farão ações a este respeito”, relata Celso.

Além disso, será realizado também pela segunda vez, o ‘#Molecada no Basquete’. “Na oportunidade uma rodada completa, a ser realizada no mês de fevereiro, será dedicada ao público infantil, às partidas serão no período da tarde, com a predominância de crianças e jovens nas arquibancadas. Uma das partidas será televisionada”, explica Diniz.

Na temporada passada, essa ação foi restrita a uma partida, realizada em Brasília (DF), com os objetivos amplamente alcançados.

Peneira de Basquete no Juventus

convite para peneira - Juventus 2015

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Seleção Sub-15 fica com o titulo do Sul-Americano

20141124_73753_SeleçaoSub15_Gde

15864306452_c5c8230caa_z 15841862046_641daef03f_z

15864939745_1e590a4a84_z

A Seleção Brasileira Feminina conquistou pela 15ª vez, a quinta consecutiva invicta, o título do Campeonato Sul-Americano Sub-15, disputado na cidade venezuelana de Barquisimeto. Na partida final da 20ª edição, realizada neste domingo (dia 23), o Brasil ganhou da Venezuela por 68 a 48 (30 a 23 no primeiro tempo). A cestinha do jogo foi a ala Clarissa Carneiro, com 23 pontos, oito rebotes e duas assistências. A ala-armadora Izabella Nicoletti foi a MVP e cestinha da competição. No mês passado, a Seleção Masculina foi campeã invicta do Sul-Americano Sub-15, também na Venezuela.
“O nível do campeonato foi bem melhor do que esperávamos. E isso foi muito importante para o desenvolvimento das meninas. Cada jogo exigiu estudo e concentração em jogadoras específicas dos adversários. Fico muito feliz com o empenho e dedicação de todos. Agradeço a comissão técnica por todo suporte”, disse a técnica Anne Sabatini.
Outros destaques da equipe nacional foram a pivô Obalunanma de Angelo, que marcou um Duplo-Duplo (18 pontos e 15 rebotes), a ala-armadora Izabella Nicoletti (12 pontos, sete rebotes e cinco assistências) e a ala Emannuely de Oliveira (oito pontos, 12 rebotes e uma assistência). A principal pontuadora venezuelana foi Adeimar Alcântara, com 14 pontos.
A equipe comandada pela técnica Anne Sabatini venceu nas três primeiras rodadas da fase de classificação o Equador (77 a 60), Colômbia (61 a 41) e Chile (65 a 63). Na fase semifinal as brasileiras superaram a Argentina por 77 a 64. As três primeiras colocadas (Brasil, Venezuela e Argentina) garantiram a vaga na Copa América Sub-16, em 2015, que irá classificar quatro seleções para o 4º Campeonato Mundial Sub-17 de 2016.
“Essa geração tem muita qualidade técnica e mostrou isso durante a fase de preparação e no campeonato. Mas as meninas ainda precisam se desenvolver mais na defesa. Tenho certeza que elas se apresentarão melhor nas próximas convocações, pois as vivências servirão para amadurecê-las”, completou Anne.

Brasil no Sul-Americano
1987 – 2º lugar / 1990 – campeão / 1992 – campeão / 1994 – campeão
1996 – campeão / 1997 – campeão / 1998 – campeão / 1999 – 2º lugar
2000 – campeão / 2001 – campeão / 2004 – 2º lugar / 2005 – campeão
2006 – campeão / 2007 – 2º lugar / 2008 – 2º lugar / 2009 – campeão
2010 – campeão / 2011 – campeão / 2012 – campeão / 2014 – campeão
BRASIL (17 + 13 + 22 +16 = 68)
Izabella Nicoletti (12pts, 7reb. e 5assist.), Emanuely Oliveira (8pts, 12reb. e 1assist.), Clarissa Carneiro (23pts, 8reb. e 2assist), Obalunanma de Angelo (18pts e 15reb.) e Raphaella Silva (5pts, 9reb. e 1assist.). Entraram: Anna Hammerschmidt (2reb.), Geassamyne Germano (4reb.), Geovana Lopes (2pts e 1reb.), Juliana Souza (1reb.) e Sara Carvalho (0). Técnica: Anne Sabatini.
VENEZUELA (12 + 11+ 12 + 13 = 48)
Forma de disputa
As oito seleções foram divididas em dois grupos de quatro que se enfrentaram entre si na primeira fase. Os dois primeiros colocados de cada chave se classificaram para a semifinal, no sistema de cruzamento olímpico: 1º A x 2º B e 1º B x 2º A. Os ganhadores decidem o título no domingo (23), enquanto os perdedores disputam o terceiro lugar.
20º Campeonato Sul-Americano Sub-15 Feminino

Local: Barquisimeto / Venezuela
Grupos
“A”: Brasil, Equador, Colômbia e Chile
“B”: Argentina, Venezuela, Peru e Paraguai
Fase de Classificação
1ª Rodada – Quarta-feira (dia 19 de novembro)
Brasil 77 x 60 Equador, Argentina 46 x 50 Paraguai, Chile 50 x 59 Colômbia e Venezuela 72 x 25 Peru
2ª Rodada – Quinta-feira (dia 20 de novembro)
Equador 60 x 63 Chile, Peru 29 x 52 Argentina e Colômbia 41 x 61 Brasil e Venezuela 67 x 43 Paraguai
3ª Rodada – Sexta-feira (dia 21 de novembro)
Equador 48 x 51 Colômbia, Paraguai 73 x 36 Peru, Brasil 65 x 63 Chile e Venezuela 59 x 71 Argentina
Classificação da 1ª fase
Grupo “A”
1º- Brasil – 6pts (três vitórias)
2º- Colômbia – 5pts (duas vitórias e uma derrota)
3º- Chile – 4pts (uma vitória e duas derrotas)
4º- Equador – 3pts (três vitórias)
Grupo “B”
1º- Venezuela – 5pts (duas vitórias e uma derrota / saldo de 12pts)
2º- Argentina – 5pts (duas vitórias e uma derrota / saldo de 8pts)
3º- Paraguai – 5pts (duas vitórias e uma derrota / saldo de -20pts)
4º- Peru – 3pts (três derrotas)
- Sábado (dia 22 de novembro)
Disputa de 5º ao 8º lugares

Chile 67 x 46 Peru e Paraguai 38 x 73 Equador
Fase Semifinal
Brasil 77 x 64 Argentina e Colômbia 57 x 53 Venezuela
Rodada Final – Domingo (dia 23 de novembro)
Disputa de 7º e 8º lugares: Peru 63 x 75 Paraguai
Disputa de 5º e 6º lugares: Chile 38 x 51 Equador
Disputa de 3º e 4º lugares: Argentina 59 x 56 Colômbia
Disputa de 1º e 2º lugares: Brasil 68 x 48 Venezuela
Classificação final
1º- Brasil; 2º- Venezuela; 3º- Argentina; 4º- Colômbia; 5º- Equador; 6º- Chile; 7º- Paraguai; 8º- Peru.
OBS: Brasil, Venezuela e Argentina estão classificados para a Copa América Sub-16, em 2015.
Seleção Brasileira Sub-15 Feminina
NOME – POSIÇÃO – IDADE – ALTURA - CLUBE – NATURALIDADE

4. Anna Beatriz Marques Hammerschimidt – Armadora – 14 anos – 1,68m – AB Presidente Venceslau (SP) – SP
5. Clarissa Fernandes Carneiro – Ala – 15 anos – 1,78m – AB Presidente Venceslau (SP) – SP
6. Izabela Nicoletti Leite – Ala-armadora – 15 anos – 1,75m – Unimed Americana (SP) – SP
7. Rafaela de Oliveira Barbosa – Ala-armadora – 15 anos – 1,70m – Divino Jundiaí (SP) – SP
8. Sara Lúcia Carvalho Souza Rodrigues – Ala-pivô – 14 anos – 1,89m – Apage Bask Guarulhos (SP) – SP
9. Brenda Barros da Silva – Pivô – 14 anos – 1,84m – Instituto Mangueira do Futuro (RJ) – RJ
10. Raphaella Marciano da Silva – Pivô – 15 anos – 1,81m – Basketball Santo André (SP) – RJ
11. Emanuely de Oliveira – Ala – 14 anos – 1,78m – Criciúma Basquete Clube (SC) – SC
12. Geovana Fonseca Lopes – Pivô – 15 anos – 1,88m – AB Presidente Venceslau (SP) – SP
13. Geassamyne Germano – Ala-pivô – 15 anos – 1,81m – Unimed Americana (SP) – SP
14. Obalunanma Beatriz de Angelo Chukwumaeze Igwu – Ala-pivô – 15 anos – 1,81m – Divino Jundiaí (SP) – SP
15. Juliana Souza Maria – Ala-pivô – 15 anos – 1,80m – ADC Bradesco (SP) – SP
Média de idade: 14,4 anos
Média de altura: 1,79m
Comissão Técnica
Administrador: Paulo Henrique Mardegan
Técnico: Anne de Freitas Sabatini
Assistentes técnicos: Christi Ane Hammersschimidt e Wilson Sanaiotti Júnior
Preparador físico: Priscila Moreira de Souza
Médica: Dr. Lenita Machado Glass
Fisioterapeuta: Tatiana dos Santos Cardoso
Nutricionista: Emy Takahashi

Tássia está animada com estreia em Santo André

003(1) A armadora Tássia Carcavalli já está plenamente adaptada ao Basketball Santo André/APABA. Último reforço da equipe andreense visando à disputa da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15, a atleta, que atuou pelo Rio Claro Basquete no Campeonato Paulista, afirma estar gostando bastante deste novo estágio na carreira.

“Estou treinando há cerca de um mês ao lado das novas companheiras, que me receberam muito bem, e aprendendo bastante com a experiente técnica Laís Elena. Estou bastante animada com este novo ciclo e trabalhando forte para ter um ano de conquistas com a equipe de Santo André, já que esse é o pensamento de todo o elenco”, comenta Tássia.

Ao longo de sua carreira, a armadora Tássia Pereira de Souza Carcavalli, de 22 anos (31 de maio de 1992), 1m80 e 61kg, defendeu o Círculo Militar de SP, CFE Janeth Arcain, EC Pinheiros, Unimed/Americana e Rio Claro Basquete.

Na visão da assistente técnica Arilza Coraça, a jogadora será muito importante para a equipe ao longo da LBF – 2014/15. “Estamos muito felizes e temos a certeza que a Tássia fará uma excelente competição pelo Santo André, nos ajudando bastante”, opina.

A estreia do Basketball Santo André/APABA na Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15 será contra o São José/Colinas Shopping, no dia 03 de dezembro (quarta-feira), às 20h00 (de Brasília), no ginásio Pedro Dell’Antonnia, em Santo André (SP).

sábado, 22 de novembro de 2014

Com 38 pontos de Izabella Nicoletti, Seleção Sub-15 vence Argentina e enfrenta Venezuela na final do Sul Americano

img


A Seleção Brasileira Feminina está classificada para a final do 20º Campeonato Sul-Americano Sub-15 e para a Copa América Sub-16, em 2015. Neste sábado (dia 22), pela semifinal do Sul-Americano, o Brasil ganhou da Argentina por 77 a 64 (37 a 25 no primeiro tempo) e irá decidir o título, neste domingo (21h30 de Brasília) contra a Venezuela que superou a Colômbia por 57 a 53 (29 a 28).

A cestinha da partida foi a ala-armadora brasileira Isabela Nicoletti, com 38 pontos, cinco rebotes e duas assistências. Outros destaques da equipe nacional foram a ala Clarissa Carneiro (15 pontos, seis rebotes e três assistências), Obalunanma de Angelo (nove pontos e 13 rebotes) e Raphaella Silva (oito pontos, 16 rebotes e uma assistência). A principal pontuadora argentina foi Victoria Moyano, com 16 pontos.

A equipe comandada pela técnica Anne Sabatini venceu nas três primeiras rodadas da fase de classificação o Equador (77 a 60), Colômbia (61 a 41) e Chile (65 a 63). O Campeonato Sul-Americano garante aos três primeiros colocados a vaga na Copa América Sub-16, em 2015, que irá classificar quatro seleções para o 4º Campeonato Mundial Sub-17 de 2016.

BRASIL (22 + 15 + 18 + 22 = 77) 

Izabella Nicoletti (38pts, 5reb. e 2assist.), Emanuely Oliveira (5pts, 4reb. e 1assist.), Clarissa Carneiro (15pts, 6reb. e 3assist.), Obalunanma de Angelo (9pts e 13reb.) e Raphaella Silva (8pts, 16reb. e 1assist..). Entraram: Sara Carvalho (2pts e 5reb.), Geassamyne Germano (7reb.), Juliana Souza (0), Geovana Lopes (1reb.) e Anna Hammerschmidt (1reb.). Técnica: Anne Sabatini. 

Bethania Vasconcelos, Luana Batista e Laís Tobias se apresentam ao Sport Recife

Reforços_Sport_Recife

O técnico Rildo Acioly, que comandará o time feminino do Sport na Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15, maior competição nacional da modalidade, recebeu na sexta-feira (21 de novembro) seus primeiros reforços para a edição deste ano. As chegadas da armadora Bethania Vasconcelos e das laterais Luana Batista e Laís Tobias dão continuidade ao processo de reformulação da equipe, que inicia a disputa dentro de quadra no final deste mês.

Ao pisar pela primeira vez no ginásio Marcelino Lopes, em Recife (PE), como jogadora do Leão, Laís não conteve a ansiedade de encontrar a torcida rubro-negra. “Jogar aqui é muito bom. Já joguei contra o Sport e vi a força da torcida. Não vejo a hora de poder contar com essa energia.”, contou.
Para Bethania, o peso da camisa do Sport faz com que qualquer jogadora tenha muito orgulho em atuar pelo clube. “Estou muito honrada em vestir esta camisa. O Sport é um clube grande e qualquer atleta adoraria representar um clube com tanta tradição”, disse a armadora.
Projetando a competição, Luana se mostrou animada com a montagem da equipe. “Tenho boas expectativas para esta competição. O Sport está montando um grupo bom e, principalmente, cheio de determinação”, falou.
Cheio de otimismo, o técnico Rildo Accioly não vê a hora de colocar em prática na quadra tudo que está sendo planejado. “Estou animado com a montagem desse grupo. Hoje essas atletas já bateram uma bolinha. Elas têm muita qualidade. Em breve já estaremos dando início aos treinamentos”, revelou.
A estreia do Sport Recife na edição 2014/15 da Liga de Basquete Feminino (LBF) ocorre no dia 06 de dezembro (sábado), às 11h00 (de Brasília), no ginásio Wilson Campos (SESC Santo Amaro), em Recife (PE), no derby contra o ‘caçula’ Uninassau/América.
Fonte: LBF

Leila Sobral completa 40 anos e relembra título mundial


O ano de 2014 foi marcante para a ex-jogadora Leila Sobral. Neste sábado (dia 22), ela completa 40 anos de idade. Em 12 de junho, a ex-ala da Seleção Brasileira celebrou os 20 anos da inédita conquista do Mundial da Austrália, em 1994. Ela ainda comemorou 25 anos de casada com João Cláudio. Realizada como atleta e mãe de David, de 12 anos, e Pedro, de 3, Leila agora busca o sucesso como empresária, gerenciando um buffet infantil em sociedade com a irmã Sara.

“Nem parece que vou completar 40 anos. Na verdade, nem acredito que vou fazer essa idade. Não me vejo assim. O que sinto é que hoje estou mais madura, mais tranquila e mais brincalhona”, afirmou Leila, que parou de jogar há sete anos e, recentemente, deixou o agito de Santo André, no ABC paulista, para morar em São Carlos, no interior de São Paulo.

A ex-jogadora lembra com saudade da conquista do Mundial. Segundo ela, tudo o que aconteceu foi uma surpresa, principalmente o fato de poder jogar ao lado de Magic Paula, Hortência, Alessandra, Janeth, entre outras. “Eu tinha 19 anos e, quando entrava, queria correr, roubar bola, marcar pontos, pegar rebotes. Foi tudo natural, joguei sem medo. Não tinha a responsabilidade das estrelas e acabei sendo uma revelação do Mundial”, prosseguiu a ex-jogadora, na época conhecida por ser a irmã da pivô Marta.

Leila destaca a união do grupo. De acordo com ela, os problemas eram discutidos no quarto, entre as jogadoras. “Nunca joguei em uma equipe tão unida. Isso foi a razão de tudo na conquista. Paula e Hortência tinham a humildade de conversar conosco”, disse a ex-jogadora, caçula de uma família de seis mulheres e dois homens. “A Marta foi minha razão de tudo. Ia para o ginásio vê-la treinar. Levava cartazes de apoio nos jogos. Comecei a treinar, peguei gosto pelo jogo e logo fui para a Seleção”, finalizou.


Fonte: CBB

No sufoco, Brasil vence Chile e enfrenta Argentina na semifinal do Sul-Americano Sub-15


Brasil (1º de A) x Argentina (2º de B), às 18h de Brasília, e Venezuela (1º de B) x Colômbia (2º de A), às 20h. Esses são os confrontos deste sábado (dia 21) pela fase semifinal do 20º Campeonato Sul-Americano Sub-15 Feminino, que está sendo disputado em Barquisimeto, na Venezuela. Os ganhadores disputam o título no domingo (23), enquanto os perdedores decidem o terceiro lugar.

“Vai ser um privilégio na idade delas fazer uma semifinal contra a Argentina, que é uma equipe aguerrida e fez uma ótima partida contra a Venezuela. Mas amanhã é Brasil em quadra e vamos buscar a vitória para disputar mais um título”, disse a técnica Anne Sabatini.

Nesta sexta-feira (21), o Brasil ganhou do Chile por 65 a 63 (30 a 27 no primeiro tempo), pela terceira e última rodada da fase de classificação. As principais pontuadoras brasileiras foram a ala-armadora Isabela Nicoletti (17 pontos, cinco rebotes e duas assistências), a ala Emannuely Oliveira (12 pontos, oito rebotes e uma assistência), a ala Clarissa Carneiro (12 pontos e quatro rebotes) e a pivô Obalunanma de Angelo (nove pontos, 13 rebotes e uma assistência). A cestinha do jogo foi a chilena Vanessa Medina, com 20 pontos. 

“Hoje entramos muito desligadas e desatentas na defesa. Mas as meninas foram valentes, pois jogamos tudo e contra todos. A garra e a determinação no decorrer da partida fez com que o grupo crescesse até assegurar a vitória final”, completou a técnica brasileira. 

A equipe comandada pela técnica Anne Sabatini venceu nas duas primeiras rodadas o Equador (77 a 60) e a Colômbia (61 a 41) e garantiu o primeiro lugar do grupo “A”, com seis pontos (três vitórias). O Campeonato Sul-Americano garante aos três primeiros colocados a vaga na Copa América Sub-16, em 2015, que irá classificar quatro seleções para o 4º Campeonato Mundial Sub-17 de 2016.

BRASIL (21 + 09 + 19 + 16 = 65) 

Izabella Nicoletti (17pts, 5reb. e 2assist.), Emanuely Oliveira (12pts. 8reb. e 1assist.), Clarissa Carneiro (12pts e 4reb.), Obalunanma de Angelo (9pts, 13reb. e 1assist.) e Raphaella Silva (7pts, 17reb. e 2assist.). Entraram: Juliana Souza (2pts e 4reb.), Geovana Lopes (4pts e 4reb.), Geassamyne Germano (2pts e 5reb.), Sara Carvalho (5reb.), Anna Hammerschmidt (1reb.) e Rafaela Barbosa (0). Técnica: Anne Sabatini. 

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

SESI-SP Basquete Feminino promove seletivas em novembro

Processo seleciona atletas para as categorias sub 13, sub 15 e sub 19 para a temporada 2015

O Serviço Social da Indústria de São Paulo (SESI-SP) promoverá em novembro as Seletivas SESI-SP Basquete feminino 2015, visando encontrar novos talentos para suas equipes de base e futuros craques do esporte. Os testes acontecerão no dia 29 e serão coordenados pelas comissões técnicas das equipes SESI-SP. Todo o processo ocorrerá na unidade do SESI A.E. Carvalho (Rua Deodato Saraiva da Silva, 232 -  Cidade A. E. Carvalho, próximo a estação Artur Alvim do metrô), a partir das 8h.

Serão abertos os testes para nascidas em 2002/2003/2004 (Sub 13), 2000/2001 (sub 15) e 1996/1997 (sub19).

Todas as inscritas serão analisadas no primeiro dia das seletivas, 29/11 (sáb). As atletas pré-aprovadas retornarão em dia a ser confirmado para a seletiva final.

As participantes deverão comparecer ao SESI A.E. Carvalho até 1h antes do início das atividades com a ficha de participação preenchida, que pode ser acessada no site (www.sesisp.org.br/esporte).

Cronograma das seletivas:

Dia 29/11

SUB-13 e SUB-15 – 8h00

SUB-19 – 10h00

DOCUMENTAÇÃO PARA PARTICIPAÇÃO:

- Documento de Identificação com foto

- Ficha de Participação preenchida

- 1 Foto 3x4 colorida

- ATESTADO MÉDICO RECENTE (2014), podendo ser substituído por declaração dos responsáveis legais. A falta destes documentos implicará na não participação na seletiva.

Contatos: Pedro ( 9911707578 ) Renato ( 947570323 ) Fernando ( 998848658 ) email: pedro.gambarini@sesisp.org.br

LBF apresenta campeonato na próxima terça-feira

A Liga de Basquete Feminino (LBF) realiza na terça-feira (25 de novembro), às 13h30 (de Brasília), no auditório da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp), no bairro de Cerqueira César, na cidade de São Paulo (SP), entrevista coletiva de apresentação do ‘5º Campeonato da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15’. Na ocasião, o presidente Márcio Cattaruzzi e a vice-presidente Helen Luz irão informar tudo sobre a competição e falarão ainda sobre as ações que a LBF realizará ao longo da temporada.

Estarão presentes também, os representantes dos patrocinadores e parceiros da LBF, jogadoras, técnicos e dirigentes das dez equipes que disputarão o campeonato, além de personalidades do basquetebol, como as ex-jogadoras Hortência Marcari e Marta Sobral, e o presidente da Confederação Brasileira de Basketball (CBB), Carlos Nunes, entre outros nomes importantes.

O ‘5º Campeonato da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15’ será disputado por dez equipes: ADCF Unimed (Americana), Sport Recife (Recife), São José/Colinas Shopping (São José dos Campos), Maranhão Basquete (São Luís), Basketball Santo André/APABA (Santo André) e Brasília/Vizinhança (Brasília), remanentes da última temporada; Uninassau/América (Recife), APAB/Barretos (Barretos), Basquete Jaraguá (Jaraguá do Sul) e Top Therm/Grupo Leonardi/Sicredi/Unimed/Presidente Venceslau (Presidente Venceslau), que estarão estreando. Essas equipes representam quatro estados – São Paulo, Pernambuco, Maranhão e Santa Catarina – e o Distrito Federal.

O jogo de abertura será realizado no dia 29 de novembro (sábado), às 10h00 (de Brasília), reunindo ADCF Unimed, que é a atual campeã, e o ‘caçula’ APAB/Barretos, no ginásio Centro Cívico, na cidade de Americana (SP), com transmissão ao vivo peloSporTV.

O sistema de disputa é o seguinte: na fase inicial, os times jogam entre si, em turno e returno, e os oito melhores classificados avançam ao playoff – quartas-de-final. Posteriormente, ocorrem as etapas do playoff – semifinal e final, sempre em melhor-de-três partidas.

Jogadoras da Unimed/Americana defendem seleção paulista no Brasileiro Sub-17

Wytalla e Mariane - Foto Zaramelo Jr Zara A ala/pivô Wytalla Motta e a ala Mariane Carvalho, da Unimed/Americana, foram convocadas para a seleção paulista sub-17 que disputará o Campeonato Brasileiro de Basquete, a partir de terça-feira (25), em Goiânia (GO). As jogadoras se apresentam sábado (22) ao técnico Luís Augusto Dias Cardoso e treinam dois dias em São Paulo.

São Paulo já foi 34 vezes campeão do Brasileiro, entre 1969 e 2013, e agora busca o 35º título. O campeonato em Goiânia tem final programada para o dia 2 de dezembro.

Pelas semifinais do Campeonato Paulista, a equipe sub-19 da Unimed/Americana perdeu a série melhor de 3 para São José dos Campos e vai disputar a medalha de bronze (terceiro lugar) contra Barretos, em datas ainda a serem confirmadas.

Já a equipe sub-17 da Unimed/Americana está nas semifinais no Paulista e seu adversário também será Barretos. A Federação Paulista de Basquete (FPB) ainda não divulgou as datas dos jogos.

Brasil vence Colômbia em seu segundo jogo no Sul-Americano Sub-15

20141120_746987_2011_Brasil banco_gde

A Seleção Brasileira conquistou sua segunda vitória seguida no 20º Campeonato Sul-Americano Sub-15, que está sendo disputado em Barquisimeto, na Venezuela. Nesta quinta-feira (dia 20), a equipe comandada pela técnica Anne Sabatini ganhou da Colômbia por 61 a 41 (30 a 22 no primeiro tempo) e lidera invicto o grupo “A”, com quatro pontos (duas vitórias), seguido da Colômbia e do Chile, com três (uma vitória e uma derrota), e do Equador, com dois pontos (duas derrotas).
“Durante a partida tivemos altos e baixos, mas conseguimos a vitória por 20 pontos de vantagem. É importante destacar que foi um resultado importante para podermos garantir o primeiro lugar do grupo na última rodada contra o Chile. Estou bastante satisfeita porque as meninas estão se soltando e continuam evoluindo”, disse a técnica Anne Sabatini.
As principais pontuadoras do Brasil foram a pivô Raphaella Siva (15 pontos, cinco rebotes e três assistências), a ala Clarissa Carneiro (15 pontos, quatro rebotes e uma assistência) e e a ala-armadora Izabela Nicoletti (dez pontos, sete assistências e quatro rebotes). A cestinha da partida foi a colombiana Laura Acosta, com 16 pontos.
O Brasil encerra sua participação na primeira fase da competição, nesta quinta-feira (21), às 18h de Brasília, contra o Chile. O Campeonato Sul-Americano garante aos três primeiros colocados a vaga na Copa América Sub-16, em 2015, que irá classificar quatro seleções para o 4º Campeonato Mundial Sub-17 de 2016.
BRASIL (17 + 13 + 19 + 12 = 61)
COLÔMBIA (10 + 12 + 12 + 07 = 41)
Forma de disputa
As oito seleções foram divididas em dois grupos de quatro que se enfrentam entre si na primeira fase. Os dois primeiros colocados de cada chave se classificam para a semifinal, no sistema de cruzamento olímpico: 1º A x 2º B e 1º B x 2º A. Os ganhadores decidem o título no domingo (23), enquanto os perdedores disputam o terceiro lugar.
20º Campeonato Sul-Americano Sub-15 Masculino
Local: Barquisimeto / Venezuela
Grupos
“A”: Brasil, Equador, Colômbia e Chile
“B”: Argentina, Venezuela, Peru e Paraguai
Fase de Classificação
1ª Rodada – Quarta-feira (dia 19 de novembro)
Brasil 77 x 60 Equador , Argentina 46 x 50 Paraguai, Chile 50 x 59 Colômbia e Venezuela 72 x 25 Peru
2ª Rodada – Quinta-feira (dia 20 de novembro)
Equador 60 x 63 Chile, Peru 29 x 52 Argentina e Colômbia 41 x 61 Brasil e Venezuela 43 x 67 Paraguai
3ª Rodada – Sexta-feira (dia 21 de novembro)
14h00 – Equador x Colômbia
16h00 – Paraguai x Peru
18h00 – Brasil x Chile
20h00 – Venezuela x Argentina

São José/Colinas Shopping apresenta elenco para disputa da LBF – 2014/15 nesta sexta-feira

são_jose-745x419

O novo elenco do São José/Colinas Shopping (foto) será apresentado nesta sexta-feira (21 de novembro), durante um evento no Colinas Shopping, na cidade de São José dos Campos (SP). As atletas chegarão ao evento às 18h00 (de Brasília) para uma sessão de fotos e coletiva de imprensa.

Para a temporada 2014/15 o time recebe a armadora uruguaia Maria Victoria Pereyra Souto, a Vico Souto. Com 1m71 de altura, a atleta de 27 anos é a última contratada para disputar os Jogos Abertos e a Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15. O elenco joseense conta também com quatro atletas que estavam na Turquia para a disputa do Mundial com a Seleção Brasileira: a armadora Débora Costa e as alas Joice Coelho, Isabela Ramona e Patrícia Teixeira.

Atualmente, o São José/Colinas Shopping tem nove atletas adultas: Débora Costa, Vico Souto, Joice Coelho, Isabela Ramona, Karen Rocha, Patrícia Teixeira, Karina Jacob, Fabi Caetano e a cubana Plutin Tizon; duas jogadoras sub-21 (Carol Ribeiro e Estela Arantes) e ainda mais três do sub-19 que disputaram os Joguinhos em Itapetininga (SP).

O primeiro compromisso da equipe de basquete feminino de São José dos Campos será contra o Basketball Santo André/APABA, na quarta-feira (26 de novembro) pelos Jogos Abertos do Interior, que estão sendo realizados em Bauru (SP).

Já a temporada 2014/15 da LBF começará no final de novembro. O São José/Colinas Shopping estreia enfrentando o ‘caçula’ Uninassau/América, no dia 30 de novembro (domingo), às 11h00 (de Brasília), no ginásio Wilson Campos (SESC Santo Amaro), em Recife (PE).

A Prefeitura Municipal é mantenedora da equipe de basquete feminino de São José dos Campos, gerida pela organização social São José Desportivo, com apoio do Colinas Shopping, por meio da Lei de Incentivo Fiscal (LIF).

Fonte: LBF

Tia Roseli se emociona com homenagem prestada pela sobrinha Karen Rocha

DSC_0848-401x600 A ex-jogadora Roseli Gustavo (foto), campeã Mundial com a Seleção Brasileira em 1994, ficou emocionada e muito satisfeita com a homenagem prestada pela sobrinha Karen Rocha. A atleta do São José/Colinas Shopping, em comemoração ao 20º aniversário da inesquecível conquista, trocou o número da camisa que irá usar nos jogos da sua equipe na edição 2014/15 da Liga de Basquete Feminino (LBF), que era o 20 pelo 10 (que Roseli usou na Austrália), e escreveu ainda o nome da tia junto ao seu.

Além disso, Karen leu um texto direcionado a Roseli no dia da apresentação oficial do uniforme, ocorrida no começo da semana, em São José dos Campos (SP). “Fiquei sem palavras quando vi, confesso que me emocionei e chorei, as minhas pernas ficaram bambas e as mãos trêmulas. Ela me ligou na véspera e disse que postaria algo no Facebook (conhecida rede social) no outro dia, que eu iria gostar (risos). Imaginei de tudo, menos isso. A homenagem que a Karen fez, realmente, me pegou de surpresa. A minha família sabia e me excluiu momentaneamente do grupo que mantemos no WhatsApp (outra conhecida rede social) para que ela pudesse mostrar o texto e falar da homenagem”, relata Roseli, que se sente recompensada.

“É muito bom ser lembrada e homenageada, gostei muito do texto, pois dá para perceber que foi marcante para ela o Mundial de 1994; passeio de corpo de bombeiros, etc. São coisas que o basquete nos proporcionou e a Karen é especial, somos muito ligadas e sempre falo que ela é uma menina linda, por dentro e por fora”, acrescenta a campeã Mundial.

“Agradeço á Deus por receber essas homenagens em vida, minha família toda se emocionou com o que ela está me fazendo. Isso não tem preço. Como é bom saber que marquei a vida da Karen, Sílvia, Nezinho, Felipe, Léo e Nezão com esses momentos. Estou realmente feliz”, completa a ex-jogadora.

Com relação à Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/2015, a expectativa de Roseli é que a competição siga em crescimento. “Espero que, além do número de times que aumentou, a qualidade das equipes e do basquete de uma forma geral também melhore. Que possamos assistir a jogos competitivos e equilibrados. Torço para que as equipes se estruturarem cada vez mais e busquem reforços, como estão fazendo, para assistirmos a grandes partidas”, comenta a campeã Mundial.

E, Roseli acompanhará atentamente a Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15, já que a sua outra sobrinha, Sílvia Gustavo, também estará em ação, defendendo o ‘caçula’ Top Therm/Grupo Leonardi/Sicredi/Unimed/Presidente Venceslau.

“Não consegui acompanhar nenhum jogo da Sílvia atuando na equipe de Presidente Venceslau, vou tentar assistir nos Jogos Abertos do Interior ou na LBF. Sei do potencial dela, todos nós sabemos, e espero que ela possa ser bastante explorada, já que é uma jogadora versátil e, assim, apresentar um bom basquetebol, pois isso ela sabe fazer bem. Torço muito por elas, Karen e Silvia, e para que o basquete feminino brasileiro possa crescer e evoluir”, finaliza a ex-jogadora.

Fonte: LBF

Mesmo prevendo dificuldades, Ariadna Felipe relata que ADCF Unimed brigará por mais um título da LBF

Ariadna_Melhor_Jogadora-745x496 A experiente Ariadna Felipe (foto), da ADCF Unimed, afirma estar vivendo um período de ansiedade antes do começo da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15. A cubana, que tem em seu currículo dois títulos desta competição – nas temporadas 2010/11 (Santo André/Semasa) e 2013/14 (Americana) – está na expectativa para que a bola comece a quicar.

Mesmo sabendo que o campeonato será acirrado e marcado pelo equilíbrio, a armadora acredita que a ADCF Unimed tenha chance de brigar para estar novamente no lugar mais alto do pódio. “Estou ansiosa para o início da LBF, depois de tantos meses de treinamentos está chegando o momento de começar a jogar. A motivação aumentou pela entrada de novos times e novas jogadoras, com certeza, a competição será bem disputada novamente, já que as equipes continuam se reforçando e a presença de atletas jovens, junto com as mais experientes e as estrangeiras, enriquecem a qualidade do basquete feminino”, relata a cubana, salientando que a sua equipe vai brigar bastante pelos seus objetivos.

“De novo, vamos lutar para conseguir o melhor resultado possível, o nosso time não entra no campeonato só para participar, vamos com tudo em busca de mais um título. Estamos treinando forte há vários meses e nos preparando para dar o nosso melhor, agora ritmo de jogo e o entrosamento iremos ganhando com o passar das rodadas”, comenta Ariadna, que foi eleita à jogadora mais valiosa (MVP) da última edição da LBF.

A ADCF Unimed faz o jogo de abertura da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15 diante do ‘caçula’ APAB/Barretos, no dia 29 de novembro (sábado), às 10h00 (de Brasília), no ginásio Centro Cívico, em Americana (SP), com transmissão ao vivo pelo SporTV.

Fonte: LBF

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Divino/Jundiaí sonha em disputar a LBF 2015/2016

Matéria do Jornal de Jundiaí disponível aqui.

Seleção Sub-15 vence Equador na abertura do Sul-Americano

img.
A Seleção Brasileira estreou com vitória no 20º Campeonato Sul-Americano da categoria, que está sendo disputado em Barquisimeto, na Venezuela. Na abertura da competição, nesta quarta-feira (dia 19), o Brasil ganhou do Equador por 77 a 60 (34 a 27 no primeiro tempo). As cestinhas da partida foram a brasileira Izabela Nicoletti, com 19 pontos, seis rebotes e quatro assistências, e a equatoriana Fabiana Limongi, também com 19 pontos.

“Fizemos uma boa partida de estreia, mas ainda apresentamos algumas falhas defensivas que serão corrigidas no decorrer da competição. Conseguimos impor nosso ritmo de jogo no ataque e realizar o revezamento de jogadoras planejado pela comissão técnica”, disse a técnica Anne Sabatini. 

Outros destaques da equipe nacional foram a ala Raphaella Silva (15 pontos, 14 rebotes e duas assistências), a ala Emanuelly de Oliveira (13 pontos, nove rebotes e uma assistência) e a pivô Obalunanma Silva (dez pontos e sete rebotes).

O Brasil está no Grupo "A" e enfrenta nesta quinta-feira (20), às 18h de Brasília, a Colômbia. Na sexta-feira (21), às 19h30, o adversário é o Chile. O Campeonato Sul-americano garante três vagas na Copa América Sub-16, em 2015, que irá classificar quatro seleções para o 4º Campeonato Mundial Sub-17 de 2016.

BRASIL (18 + 16 + 22 + 21 = 77) 

Izabella Nicoletti (19 pontos, seis rebotes e quatro assistências), Emanuely Oliveira (13 pontos, nove rebotes e uma assistência), Clarissa Carneiro (6pts, 3reb. e 2assist.), Obalunanma de Angelo (dez pontos e sete rebotes) e Raphaella Silva (15pts, 14reb. e 2assist.). Entraram: Geassamyne Germano (1pt, 1assist. e 1reb.), Sara Carvalho (4pts, 3reb. e 1assist), Rafaela Barbosa (3pts, 4reb. e 2assist.), Juliana Souza (6pts e 3reb.) e Anna Hammerschmidt (0). Técnica: Anne Sabatini. 

EQUADOR (10 + 17 + 07 + 26 = 60) 

Forma de disputa 

As oito seleções foram divididas em dois grupos de quatro que se enfrentam entre si na primeira fase. Os dois primeiros colocados de cada chave se classificam para a semifinal, no sistema de cruzamento olímpico: 1º A x 2º B e 1º B x 2º A. Os ganhadores decidem o título no domingo (23), enquanto os perdedores disputam o terceiro lugar. 

20º Campeonato Sul-Americano Sub-15 Masculino
Local: Barquisimeto / Venezuela
Grupos
“A”: Brasil, Equador, Colômbia e Chile 
“B”: Argentina, Venezuela, Peru e Paraguai

Fase de Classificação

1ª Rodada – Quarta-feira (dia 19 de novembro)
Brasil 77 x 60 Equador, Argentina 46 x 50 Paraguai, Chile 50 x 59 Colômbia e Venezuela 72 x 25 Peru

2ª Rodada – Quinta-feira (dia 20 de novembro)
15h30 – Equador x Chile 
17h30 – Peru x Argentina
19h30 – Colômbia x Brasil
21h30 – Venezuela x Paraguai

3ª Rodada – Sexta-feira (dia 21 de novembro) 
14h00 – Equador x Colômbia
16h00 – Paraguai x Peru
18h00 – Brasil x Chile
20h00 – Venezuela x Argentina

- Sábado (dia 22 de novembro)
Disputa de 5º ao 8º lugares

15h30 – 3º A x 4º B
17h30 – 3º B x 4º A
Fase Semifinal
19h30 – 1º A x 2º B
21h30 – 1º B x 2º A

Rodada Final – Domingo (dia 23 de novembro) 
15h30 – Disputa de 7º e 8º lugares
17h30 – Disputa de 5º e 6º lugares
19h30 – Disputa de 3º e 4º lugares
21h30 – Disputa de 1º e 2º lugares
OBS: Horário de Brasília

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Sub-15 vence Venezuela em amistoso e estreia hoje no Sul-Americano

20141118_354805_Equipe_GDE

A Seleção Brasileira Sub-15 Feminina estreia contra o Equador, nesta quarta-feira (dia 19), às 15h de Brasília, no 20º Campeonato Sul-Americano da categoria, em Barquisimeto, na Venezuela. O Brasil está no Grupo "A" e enfrenta ainda na primeira fase as seleções da Colômbia (quinta-feira, às 19h30) e Chile (sexta-feira, às 19h30). Na Chave "B" estão Argentina, Venezuela, Peru e Paraguai. O Campeonato garante três vagas na Copa América Sub-16, em 2015, que irá classificar quatro seleções para o 4º Campeonato Mundial Sub-17 de 2016.
"Mesmo não conhecendo ainda todos os adversários, estamos bastante conscientes das situações que poderemos encontrar. Vamos com tudo atrás dessa classificação e do título", analisou a treinadora brasileira, Anne Sabatini.
Nesta segunda-feira (17), no último amistoso antes do início da competição, as brasileiras venceram as venezuelanas por 54 a 38.
"Esse último amistoso foi importante para que as meninas se soltassem para a estreia. A Venezuela mostrou um jogo rápido e aguerrido. Realizamos um ótimo desafio às vésperas da competição. Estou contente com o resultado e o desempenho das jogadoras", finalizou Anne.
Forma de disputa
As oito seleções foram divididas em dois grupos de quatro que se enfrentam entre si na primeira fase. Os dois primeiros colocados de cada chave se classificam para a semifinal, no sistema de cruzamento olímpico: 1º A x 2º B e 1º B x 2º A. Os ganhadores decidem o título no domingo (23), enquanto os perdedores disputam o terceiro lugar.
Seleção Brasileira Sub-15 Feminina
NOME – POSIÇÃO – IDADE – ALTURA - CLUBE – NATURALIDADE

Anna Beatriz Marques Hammerschimidt – Armadora – 14 anos – 1,68m – AB Presidente Venceslau (SP) – SP
Brenda Barros da Silva – Pivô – 14 anos – 1,84m – Instituto Mangueira do Futuro (RJ) – RJ
Clarissa Fernandes Carneiro – Ala – 15 anos – 1,78m – AB Presidente Venceslau (SP) – SP
Emanuely de Oliveira – Ala – 14 anos – 1,78m – Criciúma Basquete Clube (SC) – SC
Geassamyne Germano – Ala-pivô – 15 anos – 1,81m – Unimed Americana (SP) – SP
Geovana Fonseca Lopes – Pivô – 15 anos – 1,88m – AB Presidente Venceslau (SP) – SP
Izabela Nicoletti Leite – Ala-armadora – 15 anos – 1,75m – Unimed Americana (SP) – SP
Juliana Souza Maria – Ala-pivô – 15 anos – 1,80m – ADC Bradesco (SP) – SP
Obalunanma Beatriz de Angelo Chukwumaeze Igwu – Ala-pivô – 15 anos – 1,81m – Divino Jundiaí (SP) – SP
Rafaela de Oliveira Barbosa – Ala-armadora – 15 anos – 1,70m – Divino Jundiaí (SP) – SP
Raphaella Marciano da Silva – Pivô – 15 anos – 1,81m – Basketball Santo André (SP) – RJ
Sara Lúcia Carvalho Souza Rodrigues – Ala-pivô – 14 anos – 1,89m – Apage Bask Guarulhos (SP) – SP
Média de idade: 14,4 anos
Média de altura: 1,79m
Comissão Técnica
Administrador: Paulo Henrique Mardegan
Técnico: Anne de Freitas Sabatini
Assistentes técnicos: Christi Ane Hammersschimidt e Wilson Sanaiotti Júnior
Preparador físico: Priscila Moreira de Souza
Médica: Dr. Lenita Machado Glass
Fisioterapeuta: Tatiana dos Santos Cardoso
Nutricionista: Emy Takahashi
20º Campeonato Sul-Americano Sub-15 Masculino
Local: Barquisimeto / Venezuela
Grupos
“A”: Brasil, Equador, Colômbia e Chile
“B”: Argentina, Venezuela, Peru e Paraguai
Fase de Classificação
1ª Rodada – Quarta-feira (dia 19 de novembro)
15h00 – Brasil x Equador
17h00 – Argentina x Paraguai
19h00 – Chile x Colômbia
21h30 – Venezuela x Peru
2ª Rodada – Quinta-feira (dia 20 de novembro)
15h30 – Equador x Chile
17h30 – Peru x Argentina
19h30 – Colômbia x Brasil
21h30 – Venezuela x Paraguai
3ª Rodada – Sexta-feira (dia 21 de novembro)
14h00 – Equador x Colômbia
16h00 – Paraguai x Peru
18h00 – Brasil x Chile
20h00 – Venezuela x Argentina
- Sábado (dia 22 de novembro)
Disputa de 5º ao 8º lugares

15h30 – 3º A x 4º B
17h30 – 3º B x 4º A
Fase Semifinal
19h30 – 1º A x 2º B
21h30 – 1º B x 2º A
Rodada Final – Domingo (dia 23 de novembro)
15h30 – Disputa de 7º e 8º lugares
17h30 – Disputa de 5º e 6º lugares
19h30 – Disputa de 3º e 4º lugares
21h30 – Disputa de 1º e 2º lugares
OBS: Horário de Brasília

Bombril segue como patrocinadora da LBF

A Bombril, uma das maiores e melhores empresas do segmento de higiene e limpeza do Brasil, seguindo sua estratégia de valorização da mulher nos mais variados ramos de atividade, vai anunciar oficialmente, pelo segundo ano consecutivo, o patrocínio à Liga de Basquete Feminino (LBF).

“Incentivamos e valorizamos o esporte e o protagonismo feminino em todas as suas esferas. A mulher esportista também representa a mulher Bombril. Ela sabe o que quer, é determinada e se destaca na sociedade. Seguiremos no caminho de incentivo ao esporte”, ressalta Marcos Scaldelai, presidente da Bombril.

Como patrocinadora, a Bombril terá sua logomarca exposta em materiais promocionais, na quadra, camisetas da arbitragem, backdrop, site e facebook da LBF. Para o presidente da LBF, Márcio Cattaruzzi, continuar recebendo o apoio de uma empresa como a Bombril é de fundamental importância. “A instituição se sente muito feliz e honrada com a parceria que estabelecemos desde o ano passado com a Bombril que, além de ser reconhecida pela qualidade e excelência de seus produtos, é atuante no incentivo e apoio a diversas modalidades esportivas. Essa sequência será salutar, não só ao campeonato, como também aos dez times que estarão em quadra nesta temporada”.

No próximo dia 25, terça-feira, às 13h30, acontecerá coletiva de imprensa para anúncio oficial da abertura do 5º Campeonato da Liga, quando serão confirmados os patrocinadores e demais detalhes do novo torneio, tais como formato da disputa, atividades paralelas que serão desenvolvidas pela Liga, entre outros detalhes.

Fonte: LBF

Após contusões, Sassá retorna às quadras na LBF por Santo André

Sassá_SantoAndre2-609x600 O Basketball Santo André/APABA segue trabalhando forte visando à disputa da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15. Para ala/pivô Vanessa “Sassa” Gonçalves (foto) a espera está sendo árdua, por isso, a jovem atleta conta os dias para o início da competição nacional, visto que pouco atuou na última temporada, por estar se recuperando de uma cirurgia.

“A minha expectativa é muito grande e amplamente positiva, acho que está batendo o nervosismo e a ansiedade tudo junto. Não vejo a hora de entra em quadra. Querendo ou não, faz cerca de um ano que não jogo”, relata Sassa, de 20 anos (20 de agosto de 1994).

O time do Grande ABC, que é comandado pela experiente técnica Laís Elena, abre sua participação na LBF – 2014/15 enfrentando o São José/Colinas Shopping, no dia 03 de dezembro (quarta-feira), às 20h00 (de Brasília), no ginásio Municipal Pedro Dell’Antonnia, na cidade de Santo André (SP).

“Contra o São José/Colinas Shopping, acho que vai ser um jogo muito bom. O nosso time está completo e conta ainda com a chegada da armadora Tássia Carcavalli (ex-Unimed/Americana e Rio Claro Basquete) para reforçar. Estamos com bastante esperança de fazer uma boa competição e brigar por coisas grandes, por isso, um resultado favorável na estreia, quando atuaremos em casa, será muito importante”, comenta Sassa.

A expectativa de todos na equipe andreense é que o torcedor compareça para apoiar a equipe da casa. “Seria muito bom se os torcedores de Santo André e região pudessem comparecer ao ginásio para nos apoiar, já que esta edição da Liga de Basquete Feminino (LBF) será forte e marcada pelo equilíbrio, por isso, a presença do público, quando se joga em casa, ajuda bastante”, explica Sassa.

O segundo compromisso do Basketball Santo André/APABA também será em casa. As comandadas de Laís Elena encaram a ADCF Unimed, no dia 15 de dezembro (segunda-feira), às 20h00 (de Brasília), no ginásio Municipal Pedro Dell’Antonnia, em Santo André (SP).

Fonte: LBF

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Time de Kelly perde a quarta seguida na Liga Turca

Kelly_Turquia_01 A boa atuação da pivô Kelly Santos não salvou o Osmaniye Gençlik Spor da derrota para o Ormanspor M, neste sábado (15 de novembro), por 74 a 65 (41 a 33 no primeiro tempo), em duelo válido pela quarta rodada da Liga Turca Feminina (TKBL) – 2014/2015. A brasileira foi o destaque da sua equipe, registrando uma double-double de 15 pontos e 11 rebotes.

“Minha equipe está se entrosando ainda, odeio dar justificativa, mas estamos com três estrangeiras lesionadas e no campeonato mais equilibrado e mais forte do mundo fica difícil manter as vitórias sem atuar completo. Aqui não tem jogo fácil e em qualquer detalhe perdemos”, comenta Kelly, que acredita no crescimento da equipe no decorrer do campeonato.

“Somos uma excelente equipe, jogando contra outras excelentes equipes completas, só que nós temos atuado com desfalques importantes e estamos ainda em fase de entrosando por ser uma nova equipe nova na competição”, acrescenta à brasileira.

Com relação ao seu rendimento nas rodadas iniciais da competição turca, que é considerada uma das mais fortes do mundo, Kelly está satisfeita com o que vem produzindo dentro de quadra. “Tenho bons números individualmente, sou a ‘reboteira’ a e cestinha da equipe, mas tenho consciência que uma andorinha só não faz verão. Tento buscar uma força além da minha capacidade para suprir a ausência de minhas companheiras contundidas”, explica a pivô.

O Osmaniye Gençlik Spor tentará a recuperação enfrentando o Canik M, no dia 23 de novembro (domingo), às 10h00 (de Brasília), fora de casa, pela quinta rodada da Liga Turca Feminina (TKBL) – 2014/2015.

Karen presta homenagem à tia Roseli Gustavo na camisa

Karen_Rocha_Homenagem1-745x579 O São José/Colinas Shopping apresentou, nesta sexta-feira (14 de novembro), em São José dos Campos (SP), os seus uniformes para a disputa da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15. O time do Vale do Paraíba manteve o padrão das últimas temporadas, com um jogo predominando o azul e o outro o branco.

A grande novidade ficou por conta da homenagem que a ala Karen Rocha (foto) está prestando a tia Roseli Gustavo, ex-jogadora, que integrou o elenco da Seleção Brasileira, campeã Mundial em 1994.

“Com a comemoração do aniversário de 20 anos desta sensacional conquista, eu troquei meu número da minha camisa, que era o 20, pelo dela 10 (que Roseli usou na ocasião) e escrevi o meu nome e o dela na minha camiseta junto ao meu”, explica a sobrinha, que também escreveu uma carta homenageando a tia Roseli:

No ano de 1994, eu estava com 10 anos. Não tenho muitas lembranças dessa época, mas tenho viva em minha memória um fato que, creio eu, me motivou a ser quem eu sou hoje. Naquele ano estava acontecendo o Mundial de Basquete Feminino e nossa família sempre acompanhou e torceu muito pela minha tia Roseli, mas a lembrança que eu tenho desse ano foi: o meu primeiro passeio em um carro de Bombeiro.

Para qualquer pessoa pode não ter importância, mas para mim, meus primos e as crianças “da rua da vó”, foi um momento histórico. Minha tia Roseli acabara de ser campeã Mundial e o prefeito de Araraquara organizou uma série de homenagens, que incluía um passeio no carro dos bombeiros. Minha memória não é das melhores, mas aquele vento no rosto, a alegria que a gente sentia, e aquela sensação de ser importante são inesquecíveis.
No ano seguinte eu pedi pra jogar basquete e foi ai que minha jornada começou…

Essa história foi apenas para retratar a importância que a minha tia tem na minha vida, na minha e de todos de nossa família que jogam ou jogaram basquete. Nezão, Nezinho, Silvia, Felipe e Léo. Cada um de nós sabe e reconhece tudo que ela fez por nós, por isso, nesse ano de 2014, em que 20 anos se passaram desde o Mundial, eu achei que era hora de retribuir essas dedicação com uma pequena homenagem.

Todo jogador sabe que o número da camisa que escolhemos é a nossa identidade. Alguns levam o mesmo número por toda sua carreira, e comigo não foi diferente. Escolhi o 10 na categoria de base, e por motivo de força maior, mudei para o 20 no juvenil e assim continuei por 11 anos com o mesmo número. Minha tia sempre foi 10.


E para homenageá-la, escolhi nessa temporada 2014/2015 da LBF mudar o meu número para 10 e carregar, junto ao meu nome, o nome da pessoa que tornou tudo isso possível”.

A estreia do São José/Colinas Shopping na edição 2014/15 da Liga de Basquete Feminino (LBF) será contra o Uninassau/América, no dia 30 de novembro (domingo), às 11h00 (de Brasília), no ginásio Wilson Campos (SESC Santo Amaro), em Recife (PE).

Fonte: LBF

Apaixonada pelo Brasil, cubana Yuli Cruz é reforço de Jaraguá na LBF

yulianne-745x490 A cubana Yuli Cruz (foto), um dos reforços do ‘caçula’ Basquete Jaraguá para a disputa da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15, está partindo para a sua quinta participação na competição nacional, o que trará um toque importante de experiência ao elenco da equipe catarinense, comandado pelo técnico Júlio Patrício, que terá uma base de atletas jovens. A pivô chega a Jaraguá do Sul ciente que todos os times se reforçaram e que a competição será forte e equilibrada.

“A Liga de Basquete Feminino (LBF) tem crescido muito todos os anos. Estão chegando bons reforços estrangeiros e isso dá mais nível ao campeonato”, relata a pivô, que defendeu o selecionado cubano nos Jogos Centro-americanos, Pan-americano e Pré-olímpico, entre os anos de 2003 e 2007.

Aos 32 anos (12 de agosto de 1982), Yulianne Rodriguez Cruz, de 1m85 e 80kg, viveu experiências no basquetebol chileno e equatoriano antes de desembarcar no Brasil, por indicação da compatriota Ariadna Felipe, que hoje defende a ADCF Unimed. “Eu morava no Chile, fui para lá após Pré-olímpico de Valdívia, em 2007. Aí me comuniquei com a Ariadna e falei que queria muito jogar no Brasil, ela me ajudou e fui contratada pelo Poty/Açúcar Cometa/Unimed/Catanduva, disputando a primeira edição da LBF”, relata a pivô, que é fã e se espelhou nas compatriotas Leonel Borrel e Regla Hernandez no início de carreira.

Depois de atuar pela equipe catanduvense, Yuli defendeu o Blumenau/Vasto Verde/UNIASSELVI/FMD, de Santa Catarina, na segunda edição; Guarulhos/FUMGUARU, de São Paulo, na terceira; e Ourinhos Basquete, também de São Paulo, na quarta edição da LBF. A cubana vestiu ainda a camisa do extinto Rio Claro Basquete na última edição do Campeonato Paulista.

Com toda essa experiência, Cruz afirma estar amplamente aclimatada, não só ao basquetebol brasileiro, mas também aos costumes e particularidades do país. “Estou muito bem adaptada e acostumada com tudo. I Love Brasil”, se declara a pivô.

O Basquete Jaraguá abre a sua participação na LBF – 2014/15 enfrentando o Maranhão Basquete, no dia 13 de dezembro (sábado), às 14h00 (de Brasília), no ginásio Castelinho, em São Luís (MA), com transmissão ao vivo pelo SporTV.

Fonte: LBF

Vice-campeão paulista, Venceslau quer estar entre os cinco primeiros da LBF

O ‘caçula’ Top Therm/Grupo Leonardi/Sicredi/UNIESP/Presidente Venceslau abre sua participação na Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15, enfrentando o São José/Colinas Shopping, no dia 08 de dezembro (segunda-feira), às 20h00 (de Brasília), atuando no ginásio do Colégio Ideal, na cidade de Presidente Venceslau (SP), com perspectiva de casa cheia. A experiente armadora Natália Burian sabe que será uma estreia difícil, mas acredita que a sua equipe possa surpreender, já que vai contar com o apoio dos seus torcedores em grande número.

“Vai ser uma estreia contra um grande time, que tem excelentes jogadoras e que foi o terceiro colocado na última edição da LBF. Acredito em um ótimo jogo, ainda mais sendo em casa, contudo, sabemos que o São José possui uma equipe de muita qualidade e que será um jogo muito duro, mas abrir a participação na competição em nosso ginásio é muito bom, já que poderemos contar com a nossa torcida comparecendo em grande número”, comenta a Burian, que cita a união do grupo com um dos pontos fortes do Top Therm/Grupo Leonardi/Sicredi/UNIESP/Presidente Venceslau.

“Estou muito feliz em defender a equipe de Presidente Venceslau, que participará pela primeira vez da LBF. O Flávio Prado (técnico) está fazendo um excelente trabalho, junto com os nossos patrocinadores, então eu acreditei no trabalho dele e ele no meu. Agora é foco total na Liga de Basquete Feminino; também estou feliz porque o nosso time é bem unido e todas as jogadoras estão com o mesmo objetivo, que é tentar ficar entre os cinco melhores nessa competição”, acrescenta a experiente armadora.

Com relação ao campeonato, Natália acredita que a Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15 será forte e contribuirá para o refortalecimento do basquete feminino nacional. “Acredito que está edição será bem equilibrada, pois todos os times se reforçaram e querem fazer bonito. Creio que esta edição da LBF possa dar um ‘up’ no basquete feminino, pois tende a ser uma competição de nível alto”, opina Burian.

Fonte: LBF

São José bate Americana e é finalista do Paulista Sub-19

SJose_Sub_19-745x496

O São José/Atleta Cidadão (foto) garantiu classificação ao playoff – final do Campeonato Paulista Feminino Sub-19 – 2014 ao derrotar a Unimed/Americana, por 64 a 51, no sábado (15 de novembro), no segundo jogo da série melhor-de-três do playoff – semifinal, atuando no ginásio ADC General Motors, em São José dos Campos (SP). O time joseense já havia vencido o primeiro jogo da série, por 60 a 54, mesmo atuando fora de seus domínios.

“Foi uma classificação bastante disputada, a equipe de Americana veio bem preparada, mas nós conseguimos impor uma defesa bem forte, que nos proporcionou jogar com contra-ataques e transições rápidas, construindo um placar favorável”, analisa Elvis Luís Pinto, técnico do São José Desportivo/Atleta Cidadão.

A outra semifinal, entre Centro de Excelência/FEDESP/Barretos e Divino/Jundiaí, está empatada, com uma vitória para cada lado. O terceiro e decisivo confronto acontece nesta segunda-feira (17 de novembro), às 18h00 (de Brasília), no CEMEI Tenente Afonso Câmara Filho (Vendo América), em Barretos (SP).

“Para a decisão, espero um adversário bem difícil, pois as duas equipes postulantes são fortes e candidatas ao título também. Lembro como o basquete nesses momentos se torna um jogo de xadrez na busca da melhor performance. Será difícil, mas iremos fortes em busca do título”, finaliza Elvis.

Fonte: LBF

sábado, 15 de novembro de 2014

Seleção Sub-15 embarca para Sul Americano na Venezuela

img


A Seleção Brasileira Sub-15 Feminina embarca, neste sábado (dia 15), para a disputa do 20º Campeonato Sul-Americano da categoria, entre os dias 19 e 23 de novembro, em Barquisimeto, na Venezuela. Concentradas na Arena Olímpica de São Sebastião do Paraíso (MG), desde o início de novembro, as brasileiras realizaram, na tarde desta quinta-feira (13), seu último desafio em solo nacional ao vencerem a equipe do SESI/Guarulhos Sub-19 por 66 a 54. A treinadora Anne Sabatini avaliou a preparação da equipe antes do embarque para a Venezuela.

"Foi um desafio e uma vitória importante para a equipe. Como uma das seleções favoritas, precisamos estar muito bem preparadas. Os outros times não terão vida fácil contra o Brasil. Desde o início da fase de preparação todas as jogadoras se comportaram bem e tiveram muita disciplina. Estamos prontas para trazer mais um título para o nosso país", analisou Anne.

Na próxima segunda-feira (17), a equipe realizará um amistoso contra as anfitriãs venezuelanas. 

"Esse amistoso será importante para as jogadoras irem se acostumando com suas posições e situações dentro do jogo. A Venezuela também está entre os favoritos e será um importante teste. Além disso, queremos que as jogadoras que ainda estão um pouco intimidadas se soltem antes da estreia", concluiu a técnica.

A Seleção Brasileira está no Grupo "A" e faz sua estreia no dia 19 de novembro contra o Equador. Depois as brasileiras enfrentam Colômbia (20) e Chile (21). Na Chave "B" estão Argentina, Venezuela, Peru e Paraguai. O Sul-Americano garante três vagas na Copa América Sub-16, em 2015. Esta última classifica para o Mundial Sub-17 de 2016.

"Essa é a primeira competição desta geração, então não conhecemos muito as adversárias. Todos vão se conhecer no decorrer da competição, mas pelo retrospecto acredito que Argentina e Venezuela, que estão no outro grupo, são os grandes adversários. O Brasil é o favorito, então as seleções virão muito ansiosas para os confrontos também", destacou a treinadora brasileira. 

A ala catarinense Emanuely de Oliveira, de 14 anos e 1,78m, está confiante no bom desempenho nacional e na conquista do título.

"Os treinos foram bastante fortes e estamos preparadas para a estreia contra o Equador. A expectativa não poderia ser diferente de mais um título nacional. Quero representar bem o meu país e, principalmente, meu estado. A torcida catarinense está confiante no nosso time", afirmou a jogadora, do Criciúma Basquete Clube (SC).

Emanuely foi mais uma descoberta do Campeonato Brasileiro Sub-15 da 1ª Divisão, realizado no inicio de agosto, em Poços de Caldas (MG).

"Quando fui convocada para a Seleção Catarinense sabia da oportunidade de ser observada e quem sabe conquistar uma vaga na Seleção Brasileira. Fui com o pensamento e o foco de realizar um bom campeonato. Depois da convocação veio o desafio de ficar entre as 12 que vão para o Sul-Americano. Mais uma vitória com a definição. Estou muito feliz com todas as oportunidades e quero trazer mais um resultado positivo para o meu país", pontuou a catarinense. 


Fonte: CBB

Recra perde e adia a classificação

Irreconhecível em quadra, o time de basquete feminino ribeirão-pretano da Recreativa/ABEC/SME não conseguiu reeditar a boa atuação do primeiro confronto dos playoffs das quartas de final da Série A2 do Campeonato Paulista, contra o Internacional de Santos, e foi derrotado por 55 a 52 na noite desta quinta-feira (13), no Ginásio Ignácio Luiz Pinto.

A armadora Aruza, da Recra, foi a cestinha da partida ao anotar 15 pontos. Com o resultado, a equipe santista igualou em 1 a 1 a série das quartas de final do Estadual. As equipes se enfrentam pelo confronto decisivo nesta sexta-feira (14), às 19h30, novamente, no Ginásio Ignácio Luiz Pinto.

O vencedor terá pela frente o Jundiaí nas semifinais - segundo colocado na fase de classificação, atrás apenas do líder Barretos, que enfrentará o XV de Piracicaba. Na última terça-feira, a equipe ribeirão-pretana havia vencido o Internacional de Santos por 58 a 41, na casa do adversário, em Santos.

Excesso de confiança

O técnico Márcio Marolo lamentou a má atuação da equipe diante do Internacional de Santos na noite desta quinta. “Jogamos muito abaixo da média, acho que houve um excesso de confiança por conta da vitória no jogo de ida. As meninas entraram desligadas no jogo, quando acordamos já era tarde”, analisou Marolo.

Muitos erros

O comandante da equipe ribeirão-pretana citou as oportunidades desperdiçadas pela equipe na partida desta quinta. “O time não se encontrou, erramos 56 bolas no ataque, isso acabou fazendo a diferença, agora vamos fazer uma análise e começar a armar o time tendo em vista as falhas que foram cometidas no jogo de hoje [quinta-feira]”, comentou o treinador.

Fonte: Jornal A Cidade